Login/Logout

Está prestes a entrar numa zona reservada do Site

 
quinta, 15 dezembro 2016 18:00

Depilação Laser Díodo

Escrito por
Qual é a sua Avaliação?
(14 Pessoas deram Opinião!)
Depilação Laser Díodo

Laser Díodo Med - BKS 808: Rapidez e Eficiência

A BHS 808 assume-se como o derradeiro patamar da evolução dos tratamentos de eliminação de Pelos.

O Laser Díodo introduz novos referenciais de eficácia, segurança e conforto no segmento, baseia-se no princípio da Foto termólise e utiliza uma Luz Pura de uma só cor (Monocromática) que sai em linha reta e, os seus fotões, que integram a luz, viajam todos na mesma direção, eliminando diretamente o Pelo, pelo folículo.

Trata-se de um sistema que, devido à profundidade que o feixe de luz emitido atinge, não necessita de um capilar pigmentado, pois atinge diretamente o folículo piloso.

A BKS 808 permite variar a duração dos impulsos, para que haja uma superior adaptação às características de cada indivíduo. O tamanho do Spot utilizado é de 15x25mm, que permite uma maior rapidez de tratamento e a otimização da refrigeração.

A principal vantagem deste tipo de laser reside na possibilidade de tratar Fotótipos escuros (de tipo V ou VI) , ou peles bronzeadas, sem que ocorram lesões ao nível da epiderme.

O sistema de arrefecimento ar/água incorpora um cristal de safira no cabeçal (que entra em contacto direto com a pele do paciente) e assegura uma permanente sensação de conforto durante a remoção do pelo, mediante a estabilização da temperatura e a prevenção de queimaduras por contacto.

Com o novo BKS 808 - Laser Díodo 808nm, é possível executar varrimentos contínuos sobre a região a depilar incrementando a rapidez e a eficiência do tratamento, para patamares jamais vistos, sem riscos ou lesões na pele.

Detalhes

  • Contacto 210 162 259 / 965 122 326 / 911 958 222, diretamente no Instituto Cristiane Vaz ou Marque Aqui

Aplicações

Fotodepilação: Remoção progressiva dos capilares nas áreas tratadas.

Como funciona: Emite uma luz pura de uma só cor (monocromática) que sai em linha reta e, os seus fotões, que integram a luz, viajam todos na mesma direção, eliminando diretamente o pelo, pelo folículo. Trata-se de um sistema que, devido á profundidade que atinge o feixe de luz emitido (até 808nm), não necessita de um capilar pigmentado, pois atinge diretamente o folículo piloso.
Atingindo um nível de refrigeração, cerca de 15 vezes superior aos métodos de fotodepilação tradicionais, permite atingir potências excecionais, sem riscos ou lesões na pele.

Número de sessões necessárias: O plano de sessões de tratamento é sempre determinado pela técnica Cristiane Vaz, sendo aconselhado entre 6 a 8 sessões.
É na fase de crescimento do pelo (fase anágena), que o folículo possui maior concentração de melanina. A cada 4 semanas é possível identificar novos pelos que se encontrem nesta fase, daí que as sessões tenham uma periocidade mensal. A cada sessão, muitos dos folículos pilosos são destruídos, até que sejam eliminados na totalidade, todos os existentes na célula produtora (Bolbo), cicatrizando-a e tornando-a inativa.
No fim do plano inicial de tratamento, verifica-se uma eliminação capilar superior a 90%, sendo necessária uma continuidade trimestral ou anual, a fim de evitar o regeneramento da célula produtora ou de algum folículo imaturo.

O resultado do tratamento depende de vários fatores (ex: sexo, idade, sistema hormonal, pigmento do pelo e pele), sendo impossível determinar com clareza o número de sessões necessárias na fase inicial.

Preparação pré tratamento: O pelo deve ter apenas alguns milímetros de crescimento, pelo que deve recomendar ao cliente, depilar as áreas a tratar com uma lâmina, com 2 dias de antecedência.

Avaliação do cliente / questionário médico

Antes do início do tratamento, a técnica Cristiane Vaz, deverá obter o histórico detalhado do cliente, para excluir quaisquer transtornos que possam ocorrer com o tratamento e finalmente inspecionar fisicamente a área de tratamento.
Aplicar um gel refrigerado (incolor) sobre a área de tratamento.
Poderá aparecer um eritema (vermelhidão congestiva da pele por dilatação dos capilares, que desaparece temporariamente com a pressão) ligeiro após o tratamento. É normal e irá desaparecer gradualmente em algumas horas.
Anotar sempre os parâmetros (potência, tempo e frequência) da área tratada após cada tratamento.

Condições para poder realizar o tratamento:

Acne - condiciona o tratamento se, na área a tratar existir acne em estado ativo.
Alergias cutâneas - impede o tratamento durante a existência de alguma alergia cutânea.
Cirurgias recentes - esperar 1 mês, para evitar que a anestesia administrada faça absorção do feixe de luz e provoque condução interna da termólise.
Doenças oncológicas - (1) impede o tratamento.
Diabetes - condiciona o tratamento. A técnica deve estar de alerta a qualquer reação anormal, devido à fragilidade, falta de regeneração e lenta cicatrização da pele.
Eczemas / Psoríase / Rosácea - não deve ser efetuado o tratamento, apenas na zona afetada. Deve cobrir-se a lesão e circundar a mesma.
Seborreia - impede o tratamento devido à medicação ingerida (provoca fotossensibilidade)
Doenças imunodepressoras (2) - qualquer debilitação ao sistema imunitário, pode sensibilizar a pele. Deve ter-se especial atenção a reações da pele, baixando a potência ou parar o tratamento se assim for necessário.
Distúrbios relativos à tiroide (2) - no caso de existência de nódulos, o tratamento só deve ser efetuado na existência de autorização médica.
Epilepsia - em fase avançada da doença (clientes que manifestem tremores ou sensibilidade ocular), impede o tratamento devido aos estímulos nervosos.
Hepatite - não deve ser realizado o tratamento a clientes diagnosticados com hepatite crónica ou a quem está a realizar tratamento da doença.
Lúpus / Gota (1) - apesar de não ser considerada uma doença de pele, manifesta-se na pele. Impede a realização do tratamento em qualquer área.
A amamentar / Gravidez / Em tratamento de fertilização (1) - impede a realização do tratamento.
Vitiligo (2) - doença onde ocorre a perda de pigmentação natural da pele, não sendo aconselhável a realização do tratamento.
Pace-maker (1) - impossibilita a realização do tratamento.
Próteses metálicas - na existência desta condição, na área a tratar, impede o tratamento, se a prótese tiver um tamanho significativo. Ocorre o risco de sobreaquecimento e ocorrência de queimadura interna.
Tatuagens - deve cobrir-se a tatuagem e circundar a área. A realização do tratamento sobre a tatuagem, implica uma queimadura imediata.
Anticoncetivos - questão colocada para perceber a regulação hormonal do cliente.
Auto bronzeadores - não é possível a realização do tratamento, numa pele bronzeada quimicamente, ocorrendo o risco de pigmentação cutânea.
Solários - é possível a realização do tratamento 5 dias antes e 5 dias após a sessão de solário, apesar dos resultados da fotodepilação, não serem favorecidos devido à ativação da melanina da pele. O paciente deve ser advertido que, não pode usar cremes ativadores de melanina nas sessões de solário.
Medicação fotossensível (Roacutan e Isotretinoina) (1) - são dois medicamentos que sensibilizam a pele drasticamente, à exposição a fontes de calor. Impedem o tratamento. Outros medicamentos fotossensíveis (ex: alguns antidepressivos) (2), podem impedir o tratamento, dependendo da dosagem ingerida. Só o médico de acompanhamento, poderá autorizar a realização do mesmo.

Atenção:

Nas condições assinaladas com (1), impedem a realização do tratamento.
Nas condições assinaladas com (2), a realização do tratamento, só deverá ser efetuada com a apresentação de documento de autorização médica.
O tratamento não deverá ser efetuado, se o cliente estiver sob o efeito de antibióticos, anti-histamínicos ou anti-inflamatórios.
Na existência de alguma condição não referida e menos explícita, deve sempre pedir a apresentação de uma autorização médica.

Precauções / Recomendações:

Desaconselhar o uso de cera depilatória, para evitar a reposição das células produtoras do pelo, totalmente renovadas.
A exposição solar, deve ter um intervalo de 3 a 15 dias, anteriores e posterior à sessão de tratamento, sendo esta, feita obrigatoriamente, com proteção SPF50. Da mesma forma, deve a técnica alertar o cliente, para evitar o sobreaquecimento cutâneo.
Não executar o tratamento, em peles visivelmente, queimadas do sol.
Cobrir qualquer lesão na pele (sinais pigmentados, feridas abertas, cicatrizes recentes e hematomas), com pomada branca protetora (ex. Halibute), antes de iniciar qualquer tratamento.
É expressamente obrigatória a hidratação da pele, com cosméticos específicos (aloé vera, rosa mosqueta), na duração e intervalo das sessões. É importante que os cosméticos sejam aconselhados pela técnica Cristiane Vaz, a fim de evitar reações adversas na pele.

Como funciona e quais os parâmetros da BKS 808:

Os parâmetros da BKS 808, são definições/instruções dadas pela técnica, para configurar o sistema operativo do equipamento, para definir a luz produzida pela lâmpada. O efeito terapêutico deste equipamento, depende da boa seleção, utilização e compreensão destes parâmetros.

Potência: A intensidade ou nível da potência emitida pela lâmpada, em Joules/cm2. Quanto maior a fluência, maior a

quantidade de luz emitida (maior resultado/maior risco). Varia entre 10 a 150 Joules/cm2.

Tempo: Refere-se à largura do pulso e é medida em milésimos/segundo (ms). Este é o período de tempo em que os cromóforos absorvem a energia da luz filtrada pela lâmpada (tempo de duração do disparo). Quanto maior a sua duração, maior a eficácia do tratamento. Varia entre 10 a 1500 ms.

Frequência: Frequência de saída da luz laser e é medida em Hertz (Hz). Refere-se ao número de vezes que um impulso atinge os cromóforos e a rapidez com que esse impacto é absorvido. Varia entre 1 a 10 Hz.

Fotos

Instituto Cristiane Vaz
Por
Visitas: 2223
Atualização: 31/10/2019 - 19:51

Últimos Posts de Cristiane Vaz nesta Categoria


Faça a sua Reserva / Marcação Connosco

Esperamos por si no nosso Espaço nas Paivas!